Press enter to see results or esc to cancel.

Organização de Pasta para Análise de Dados

Olá, pessoal!

Hoje quero dar a vocês uma dica com 6 passos sobre organização de pastas para análise de dados.
Seguindo estas dicas de organização, podemos evitar a perda de dados conforme vamos passando pelas diversas fases de uma boa análise.

Levando em consideração que já exista uma pasta onde ficam todos os seus projetos, vamos começar pela pasta principal e onde ela ficará, beleza?

Nome de projeto: “Clientes Felizes”
Podemos utilizar:
YYYYMMDD Nome do Projeto algo como 20190217 Clientes Felizes

Isso de cara já vai nos garantir que todos os nossos projetos estarão organizados por ordem cronológica.

Adentrando a pasta 20190217 Clientes Felizes teremos:

1 – Dados Originais: são os dados que extraímos de sistemas ou os dados da maneira que o cliente nos entrega.
2 – Dados Preparados: nada além de uma cópia dos dados originais.
3 – Dados de Upload: é uma cópia dos dados preparados. Mas como sempre acabamos por fazer diversas modificações do arquivo durante o processo de upload, é interessante criarmos subpastas com o padrão YYYYMMDD. O que vai nos garantir a ordenação cronológica aqui também.
4 – Análises: aqui será onde faremos o armazenamento dos códigos, scripts, fórmulas, sqls e semelhantes. E também podemos usar subpastas no padrão YYYYMMDD.
5 – Insights: aqui é onde vão estar as descobertas que fizemos durante as fases anteriores.
6 – Final: Com o objetivo de manter os insights originais intactos, vamos copiar tudo o que analisamos para essa pasta, que será entregue ao cliente.

 

 

 

Com essa forma de nomenclatura, nos manteremos bem organizados, não perderemos nada e teremos toda a cronologia do processo.

Se eu te ajudei, ou se você faz isso de uma outra forma, me conta aqui 🙂

Beijo de luz!

 

 

Imagem utilizada no post: Pixabay

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedInEmail this to someone
Comments

Leave a Comment