Press enter to see results or esc to cancel.

Arquitetura bala de prata

Falar sobre arquitetura de software é uma discussão infinita.

Acredito que não exista arquitetura perfeita que você vá utilizar em todos os seus projetos. Depende muito do contexto, do que vai ser feito, para assim aplicar a que se encaixa melhor.

É muito comum quando iniciamos na área de programação e aprendemos uma única forma de arquitetar o projeto e passamos a aplicar em tudo o que vamos desenvolver, o que pode gerar uma otimização prematura.

Por exemplo, quando temos um sistema pequeno de poucos acessos e utilizamos uma arquitetura em camadas, ou microsserviços, espalhando as informações, obtendo assim um fluxo maior e complexo sem necessidade. Também podemos ter uma aplicação grande de muitos acessos feita em uma arquitetura Monolítica, que por sua vez pode não aguentar o excesso de acesso e busca de dados, neste caso seria melhor utilizar microsserviços, especializando e distribuindo seus serviços.

Outra coisa que é um fato a se levar em conta, podemos chamar de “influência”, quando uma arquitetura é muito utilizada, falada. As pessoas costumam achar super massa e tendem pensar que ela pode ser aplicada em qualquer projeto.

É importante saber suas funcionalidades, necessidades, peculiaridades e tamanho do seu software, para escolher a arquitetura
que será aplicada no momento. E dessa forma vai te levar a ter ou evitar problemas com o tempo e crescimento do mesmo.

Vale ressaltar que não existe arquitetura “errada”, “certa”, “bala de prata”, e sim a que melhor se encaixa nas condições da aplicação que irá ser desenvolvida.

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedInEmail this to someone
Comments

Comments are disabled for this post