Press enter to see results or esc to cancel.

Desapego para um desenvolvimento ágil

Como o budismo me ajuda com o desenvolvimento ágil de softwares e como o desenvolvimento ágil de software me ajuda com o budismo?

Acho que mais pessoas além de mim já sentiram a dor de alterar o código de uma funcionalidade perto da data de entrega, ou ainda, precisar descartar todo trabalho feito porque a funcionalidade não mais será necessária.

Quem nunca se questionou “Mas como assim meu trabalho será jogado fora? E toda a produtividade que tive? E todas as minhas horas investidas em estudo e pesquisa? E todo o cuidado e comprometimento que tive em entregar um bom código?”

Todo o trabalho e esforço exercido durante o desenvolvimento de software quando descartado durante o processo causa alguma (ou muita) frustração na pessoa desenvolvedora. No entanto, um dos 12 princípios por trás do Manifesto Ágil é “Mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente no desenvolvimento”.

Ou seja, não importa em que fase do desenvolvimento você está, se quer desenvolver de forma ágil e entregar valor com seu trabalho é preciso estar aberto às mudanças nos requisitos, mesmo que isso signifique sacrificar seu bonito, e eu tenho certeza de que deve ser muito bonito, e precioso código.

Resumindo, mudanças nos requisitos sempre existirão. Mas como passar por isso sem se sentir desapontado, angustiado ou até mesmo desvalorizado?

Entenda que o trabalho que você faz é muito importante e deve ser feito com dedicação e zelo. Mas você precisa se desapegar do trabalho que entrega.

Para a filosofia budista, o apego às pessoas, momentos e coisas, materiais ou não, é a causa do nosso sofrimento e é visto como o principal obstáculo para uma vida serena e plena.

Muitas pessoas pensam que a ideia de se desapegar das coisas é muito fria, que desapego é indiferença ou desinteresse. Acreditam que quanto mais se agarram a algo, mais elas demonstram que se importam com aquilo. Mas não é assim. A verdade é que as pessoas confundem apego com amor. Apego não é amor verdadeiro, apego é só amor a si mesmo.

O apego é como segurar com muita força, enquanto o amor é como segurar gentilmente, zelando por aquilo, permitindo que mudanças aconteçam.

Nos apegar ao trabalho que entregamos nos causa dor, pois quanto mais nos agarramos a algo, mais temos medo de perder, e a perda causa sofrimento. Portanto, ame o trabalho que faz e faça com muito carinho, mas desapegue!

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on LinkedInEmail this to someone
Comments

Leave a Comment